Bloqueio Terapêutico


O que é Bloqueio Terapêutico?

É um tipo de tratamento de dor que age interrompendo ou impedindo (bloqueando) a chegada da dor no cérebro. Assim, após a aplicação do bloqueio a dor diminui sensivelmete, tendo esse efeito duração variada.

Como é feito o Bloqueio Terapêutico?

O bloqueio terapêutico é realizado com a colocação de uma agulha próxima ao nervo ou à estrutura (articulação, músculo) responsável pela dor. Uma vez posicionada a agulha no alvo correto é injetado ou aplicado um agente terapêutico que atua inibindo a manifestação da dor.

Quais agentes são utilizados no Bloqueio Terapêutico?

Agente anestésico: soluções com anestésico local e corticóides são as mais utilizadas. Os anestésico locais são medicamentos que agem nos nervos impedindo a transmissão da dor. Os corticóides são medicamentos que agem diminuindo a inflamação e prolongam o efeito dos anestésico locais, aumentando o alívio da dor. Exemplo: bloqueio terapêutico com anestésico local e corticóide para tratamento de dor por hérnia de disco (figura 1).

Agente neurolítico químico: álcool e fenol são medicamentos que destroem os nervos parando a transmissão nervosa por semanas a meses. Exemplo: bloqueio terapêutico neurolítico dos nervos esplâncnicos, com fenol, para tratamento da dor do câncer de pâncreas (figura 2) e outros tumores gastrointestinais.

Agente neurolítico físico: radiofrequência é a mais utilizada. Há dois tipos a Radiofrequência Contínua - que promove alteração no nervo por meio do calor, com alta precisão e longa duração nos resultados. Radiofrequência Pulsátil - age com temperaturas mais baixas causando resultados precisos de duração mais curta. Exemplo: bloqueio terapêutico por radiofrequência para tratamento de dor lombar crônica (figura 3).

Quais são as dores tratadas pelos Bloqueios Terapêuticos?

Quando traçada uma estratégia de tratamento é importante saber o momento adequado de realizar o bloqueio, para que a recuperação seja a melhor possível. Na prática, todos os tipos de dores podem ser tratadas utilizando bloqueios.

Dores de cabeça ou cefaléia: bloqueio nervo occipital, bloqueio gânglio de gasser, bloqueio de gatilhos musculares.

Dor no pescoço ou cervicalgia: bloqueio de gatilhos musculares, bloqueio de faceta articular cervical, bloqueio peridural.

Dor torácica ou dorsalgia: bloqueio de gatilhos musculares, bloqueio intercostal, bloqueio peridural.

Dor lombar ou lombalgia: bloqueio muscular, bloqueio faceta articular, bloqueio de disco lombar.

Lombociatalgia, dor ciática ou dor de hérnia de disco lombar: bloqueio peridural, bloqueio sacral, bloqueio transforaminal, bloqueio radicular.

Dor em mãos, braços, ombros, dor articular: bloqueio gânglio estrelado, bloqueio nervo supraescapular, bloqueio plexo braquial.

Dor em joelhos, pernas, pé e dor articular: bloqueio plexo lombar, bloqueio articular, bloqueio nervo ciático.

Dor pélvica, pubalgia ou dor no quadril: bloqueio gânglio ímpar, bloqueio sacro ilíaco, bloqueio muscular.

Dor no abdomen: bloqueio plexo celíaco, bloqueio esplâncnico.

Dor muscular, fibromialgia: bloqueio de gatilho muscular, bloqueio de raízes nervosas.

Quais são as contra-indicações dos Bloqueios Terapêuticos?

Infecção no local a ser realizado o bloqueio.
Doença que cause distúrbio na coagulação, exemplo: hemofilia.

Quais são as complicações do Bloqueio Terapêutico?

As complicações são raras:
- Lesão da estrutura ou nervo bloqueado, ocorre na frequência de 4 por 10000 bloqueios (Reg Anesth Pain Med. 2009 Nov-Dec;34(6):534-41)
- Infecção no local do bloqueio.
Sangramento no local do bloqueio.

Os Bloqueios Terapêuticos são seguros?

Sim. Desde que realizados com técnica adequada, por médico treinado e especializado no tratamento de dor, em ambiente com infra-estrutura apropriada para a técnica do bloqueio.

Os bloqueios mais simples como os de ponto gatilho muscular e o agulhamento seco, como a acupuntura, podem ser realizados no consultório.

Os bloqueios mais sofisticados devem ser realizados em centro cirúrgico. Assim, podemos utilizar monitores de sinais vitais, raio X em tempo real, ultrassonografia, estimulador de nervos, sala asséptica de infecção que tornará possível a realização do bloqueio com máxima eficiência e segurança.