Cefaléia


O que é Cefaléia?

Cefaléia ou dor de cabeça é a dor que ocorre no território do crânio incluindo a face. É portanto, um sintoma bem genérico que pode englobar várias doenças. A dor de cabeça que ocorre associado a um resfriado é diferente da dor de cabeça que surge na enxaqueca, são doenças diferentes que causam dor em um mesmo território.

Quais são as causas?

A dor de cabeça é classificada de acordo com suas causas em primária ou secundária.

A dor de cabeça primária é aquela que se manifesta sem haver outra doença que cause a dor, a própria cefaléia é a doença. Por exemplo, a enxaqueca é uma doença cuja manifestação primeira é a dor de cabeça, portanto é uma cefaléia primária.

A dor de cabeça secundária é a que surge consequente, a uma doença orgânica. Um tumor intracraniano ao crescer causa dor, e essa é a dor de cabeça secundária (ao tumor). Várias doenças podem causar dor de cabeça secundária como traumatismo no crânio, doenças na coluna cervical, infecções como a gripe.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito a partir de uma consulta médica, um questionário detalhado sobre a dor de cabeça é aplicado ao paciente, somado ao exame físico geral e neurológico cuidadoso. Então de acordo com o histórico e exame físico colhido decide-se a necessidade de exames subsidiários, seja laboratoriais (exames de sangue, urina), funcionais (eletroneuromiografia) e de imagens (raio x, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética).

As cefaléias primárias são caracterizadas principalmente pela história e exame físico, os exames subsidiários são pouco úteis para diagnosticá-las. As cefaléias secundárias são diagnosticadas também por história e exame físico e os exames subsidiários são mais esclarecedores que nas primárias.

Como é o tratamento?

O tratamento inicia-se a partir da definição do diagnóstico. Primeiro definimos se a dor de cabeça é primária ou secundária.

A dor de cabeça primária é tratada a partir de dois princípios. Tratamento sintomático ou profilático. Se a dor de cabeça não é intensa ou pouco frequente, fazemos tratamento sintomático, isto é tratamos apenas quando ela ocorre com medicamentos apropriados. Se a dor é frequente e de intensidade moderada a forte, fazemos tratamento profilático: administramos um medicamento diário ao paciente para evitar que a dor ocorra ou para diminuir sua intensidade, o paciente toma o medicamento todos os dia tendo ou não a dor.

A dor de cabeça secundária é tratada com medicamentos sintomáticos que diminui a dor e, principalmente, com terapias que atuem sobre a causa da dor. Tratamos o tumor com cirurgia, quimioterápicos ou radioterápicos; a infecção com antibióticos ou antivirais; as doenças de coluna com terapia física e bloqueios. Enfrentando a doença causadora da cefaléia, a dor diminuirá.